quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Meu bebê está crescendo...



E depressa! Daqui a exatos oito dias, o Pedro faz três anos. Para quem não sabe, o Pedro é essa jóia aí ao lado. Razão da minha existência e das minhas dores de cabeça, é claro. Afinal, por quem mais eu aguentaria 12 horas de trabalho em dois empregos, senão por essa criatura linda, que já prepara um churrasco como ninguém?

Mas as minhas dores de cabeça não estão em pauta hoje. Pelo contrário, estamos aqui para falar dele. Para quem não acompanha a rotina de nossa ilustre família de três pessoas, no começo do ano, Pedro balbuciava algumas palavras de um jeito que ninguém entendia. Hoje, menos de um ano depois, essa criança se expressa com uma desenvoltura de fazer inveja a muito marmanjo.

O melhor de tudo são os questionamentos, os argumentos que ele utiliza quando não quer ou quando quer alguma coisa. Conheço profissionais experientes de várias áreas que não conseguem argumentar como meu pequeno herdeiro faz. Mas, fazer o quê? Não é todo mundo que tem esse privilégio. pedro tem, e eu tenho o privilégio de ter sido escolhido para tomar conta dessa jóia. Sou babão, e daí?


Pedro em momento cultural




Um comentário:

blogdozemarcos.com disse...

Olá, Marcelão! Não sabia do seu blog, mas já linquei ao meu e vou passar sempre por aqui. Sobre seu post, filho é uma bênção, amigão. E vc não babão não, é apenas um grande pai! Abração!