quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Eu tento fazer poesia...


Insônia


Acordo enquanto o mundo dorme
Sonho de olhos abertos
Passeio pelos canais da TV
Sem esperança de ver nada bom
Vejo pastores e putas dividindo os canais
Divertindo as massas
Que, como eu, acordam enquanto o mundo dorme

Abro a janela
Busco respostas para a insônia no ar abafado
Ela me domina como o domador ao leão

Sonho acordado
Com um mundo que acorde enquanto durmo
Divido minhas noites
Com filmes antigos e programas
Feitos para imbecis

Olho para o copo vazio e acordo
Enquanto o mundo dorme.

2 comentários:

blogdozemarcos.com disse...

::: Salve, Marcelão. A poesia ficou bonita, sim. E melhoras para sua insônia... rs

Marcelo de Souza disse...

E aí Zé, blz. Na verdade a poesia é antiga, de 2004. Esqueci de colocar a data. Mas agradeço mesmo assim. Na época tinha insônia porque não precisava correr atrás do filho, rs. Agora não tenho tempo pra insônia mais. Abração!